Natureza Viva 2019

Print Friendly, PDF & Email


DESCRIÇÃO DO LIVRO

O pastor e jornalista Francisco Lemos é um amigo da Natureza e pesquisador incansável de suas lições. Nasceu em Itabuna, Bahia, e tem dedicado especial atenção aos juvenis e desbravadores, procurando ensinar-lhes os valores e princípios de uma vida em harmonia com o Arquiteto do Universo, nosso Criador.
Isto explica o fato de Natureza Viva estar recheada de curiosidades e detalhes superinteressantes acerca de insetos, pássaros, plantas, fenômenos naturais e muito mais, que farão você se aproximar ainda mais de Deus, enquanto se surpreende com as maravilhas que Ele criou.


INTRODUÇÃO DO LIVRO

“A religiosidade do sábio consiste em espantar-se, em extasiar-se diante da harmonia das leis da natureza que revelam uma inteligência tão superior, que o pensamento e o engenho humanos não conseguem desvendar.” O autor dessa frase, Albert Einstein, estava certo: “Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os Seus juízos e inescrutáveis os Seus caminhos!” (Romanos 11:33). Este livro foi escrito com base em pesquisas realizadas por outras pessoas – especialistas da natureza, em livros, reportagens, entrevistas – e também em minhas observações (descobri que posso aprender com uma lesma). A natureza não existe para dar lições de moral. Os animais e todas as coisas criadas são o que são; mas, “no plano da redenção há mistérios que a mente humana não pode sondar; coisas que a sabedoria humana não pode explicar; muito pode, no entanto, a natureza nos ensinar quanto ao mistério da piedade. Tanto quanto for possível, aprendam as mentes jovens do livro da natureza. Cada arbusto, cada árvore que produz fruto, toda vegetação é dada para o nosso benefício. Os mistérios do reino de Deus devem ser lidos no crescimento da semente” (The Youth’s Instructor, 6/5/1897). Ao falar em um encontro da Sociedade Americana de Física, o astrofísico George Smoot disse: “Se os senhores forem religiosos, o que eu vou mostrar agora equivale a olhar o rosto de Deus.” A natureza não é Deus; mas, além da Bíblia e de Jesus Cristo, é a forma mais eficiente de conhecê-Lo. “A contemplação e o estudo do caráter de Deus, conforme é revelado nas obras por Ele criadas, abrirá um campo à meditação que desviará a mente dos divertimentos vulgares, degradantes e debilitantes” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 4, p. 581). Em cada dia deste ano, como em 2001, quando Natureza Viva foi publicado pela primeira vez, espero levá-lo à busca e ao encontro das pegadas do Criador.

Francisco Lemos


FEVEREIRO 2019


JANEIRO 2019


O SALTO DA PAPA-MOSCAS – 01 DE JANEIRO 2019

Contigo posso avançar contra uma tropa; com o meu Deus posso transpor muralhas. 2 Samuel 22:30

[A] aranha papa-moscas se abriga em pequenas frestas de parede e umbrais de portas, de onde sai para caçar e se aquecer ao sol. É implacável caçadora de insetos, principalmente moscas. Observe uma papa-moscas caçando: ela avança um pouco e para; vigia os arredores com seus quatro pares de olhos – um maior no centro e três menores nas laterais. Enquanto olha, move a parte dianteira do corpo para cima, para baixo e para os lados. Assim, vasculha a maior área possível. Ao localizar a mosca, salta sobre ela e injeta uma porção de veneno paralisante. Então começa a sugar seu alimento. A papa-moscas consegue saltar até 30 vezes o comprimento de seu corpo, que mede cerca de meio centímetro. Significa que ela pode saltar até 15 centímetros de distância, sem errar o pulo. Para auxiliar seu salto preciso, a papa-moscas solta um fio de seda para o caso de precisar voltar rapidamente e se proteger. Se você pudesse pular como essa aranha miúda, atravessaria, com um salto, um campo de futebol (cerca de 50 metros). É claro que você não pode fazer isso, mas você será capaz de saltar bem mais longe, se tiver um sonho. Um sonhador disse que os sonhos alimentam a vida e que as pessoas valem pelos sonhos que têm. Qual é o seu projeto? Você gostaria de ser um cientista? Um grande cirurgião? Um missionário num país distante? Ou, quem sabe, você sonha em ser astronauta ou piloto de avião? Se esse é o seu sonho, ele é a coisa mais importante agora; pois, como disse alguém, “todo castelo na terra já foi um castelo no ar”. Para enxergar as melhores oportunidades da vida, você precisa estar ligado pelo fio da confiança em Jesus. Só Ele ajudará você a dar saltos seguros. Hoje é o primeiro dia do ano; e, não importa o que aconteça com a sua vida, você estará nas mãos de Jesus, e Ele sempre o guiará. Neste momento, também não importa a distância que separa você de seu sonho. Jesus sabe. Como Davi, você pode dizer: “Contigo posso avançar contra uma tropa; com o meu Deus posso transpor muralhas.” Pode também dizer como Philip Sidney: “Ou eu encontro um caminho ou o faço.” Com Jesus, você pode saltar da Terra ao Céu.


O ARQUITETO DA NATUREZA – 02 DE JANEIRO 2019

Temam a Deus e glorifiquem-No, pois chegou a hora do Seu juízo. Adorem Aquele que fez os céus, a terra, o mar e as fontes das águas. Apocalipse 14:7

[ANTES] de o homem inventar a roda, a lagarta Pleurotya ruralis já sabia usá-la. Quando precisa fugir de um predador, ela se contorce toda, vira uma roda e foge girando. A fuga acontece a uma velocidade 40 vezes maior do que se ela se arrastasse normalmente. Rodando como um pneu, faz 54 metros por hora. O besouro-violino tem o formato idêntico ao de um violino. Ele vive na Ásia e é o maior besouro do mundo, com 10 centímetros de comprimento. Nos bosques e matas de nosso país, vive a borboleta Morfo Azul. A fêmea tem asas amarelas, alaranjadas ou marrons. Os machos têm asas de 14 centímetros de envergadura, azuis e brilhantes como uma pérola. Ao incidir sobre elas, os raios do Sol refletem como fachos de luz sobre o metal polido. A Morfo Azul tem cerca de 5.500 escamas coloridas por centímetro quadrado de asa. As formas, cores e atitudes dos animais, não importa a espécie, ainda guardam muitos segredos. Ao observar os mistérios da natureza, podemos ficar admirados. Mas esses sentimentos não devem ser exagerados a ponto de as pessoas reverenciarem a própria natureza. Estrelas e animais são adorados. Na Índia, o boi; no Egito, a serpente; e, na antiga Babilônia, o Sol. Há grupos espiritualistas que exibem uma borboleta, e outros, um arco-íris ou o Sol como símbolos de adoração. O panteísmo, doutrina que faz o ser humano acreditar que a natureza é Deus, na verdade, desvia nossos olhos do Criador. A primeira mensagem angélica nos chama para adorar o Deus que fez o céu, a terra, o mar, as águas, os animais, o homem e a mulher. Vamos continuar admirando a natureza, as formas, as cores e os hábitos que Deus aplicou à Sua criação. Isso mostra o Seu bom gosto e a Sua habilidade como Arquiteto da natureza. Por tudo o que fez e por tudo o que é, somente Deus é merecedor de nosso louvor e adoração. Para sempre.


A ÁGUA VIVA – 03 DE JANEIRO 2019

Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que Eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna. João 4:13, 14

[A] água-viva, também conhecida como medusa, pertence ao grupo dos celenterados e é parente das anêmonas e hidras. É transparente, e seu corpo parecido com uma geleia. A água-viva nada livremente ao sabor das ondas, com a boca voltada para baixo. Alimenta-se de peixes e moluscos que flutuam no mar. Apesar da aparência inofensiva, as medusas já mataram muita gente. Nos mares do Atlântico Norte, vive a juba-de-leão, que tem comprimento equivalente a um prédio de dez andares. Em cada tentáculo, carrega 750 mil cápsulas dotadas de um arpão venenoso. A única medusa visível à distância é a caravela, que mantém fora d’água uma boia que funciona como a vela de um navio. É bom tomar cuidado com essas bolas de gelatina colorida! Se você estiver na praia e uma delas o pegar: • Não a toque com a mão desprotegida. • Passe água do mar, vinagre ou soro fisiológico no local afetado até sair a areia (água doce ativa o veneno). • Jogue areia seca, talco, farinha de trigo ou creme de barbear no local atingido. Depois de 5 a 10 minutos raspe os restos da medusa com um palito de sorvete ou um pedaço de concha. • Procure o posto salva-vidas mais próximo. A água-viva tem esse nome porque 99% de seu corpo é água salgada. Tocar nela pode significar dor e morte. Jesus, porém, é a Água que é 100% vida. “A divina graça, que só Cristo pode comunicar, é uma água viva, purificadora, refrigerante e revigoradora da alma” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 187). Precisamos de água para viver, pois 60% de nosso corpo é líquido. Sem água adoecemos e morremos, e sem a graça de Deus murchamos e caímos. As medusas já mataram mais pessoas do que os tubarões. Jesus, porém, morreu para dar a vida eterna a todos os que a desejarem. Você pode começar a sentir hoje mesmo os efeitos dessa água. É só tomar!


VESPA EMBRIAGADA – 04 DE JANEIRO 2019

O vinho é zombador e a bebida fermentada provoca brigas; não é sábio deixar-se dominar por eles. Provérbios 20:1

[SE] você observar atentamente um jardim florido durante o verão, verá abelhas, vespas, borboletas e besouros voando, num vaivém frenético. É possível ouvir o zumbido dos bichos! Eles pousam, param um pouquinho e voam para outra flor. Ao fazer isso, as borboletas enfiam sua tromba na flor para sugar o néctar. O mesmo fazem as abelhas, se lambuzando com o pólen e ajudando na polinização das plantas. Essas visitas, dependendo da flor, têm até hora marcada, porque algumas flores só abrem em períodos determinados. Alguns tipos de vespas, além de comer insetos e frutas também gostam do néctar das flores. Às vezes, sugam tanto néctar que terminam se embriagando. Bêbadas, elas tentam se livrar do pólen grudado em suas pernas, sem conseguir. Em vez de voar, cambaleiam, levando o pólen de flor em flor. O álcool age sobre o sistema nervoso central, e a primeira coisa que um homem ou uma mulher bêbados sentem é falta de equilíbrio. Quatro copos de cerveja aumentam em quatro vezes as chances de uma pessoa de 70 quilos bater o carro. Se a dose dobrar, a possibilidade aumenta para 40 vezes. Tomar bebidas que contêm álcool, ainda que uma vez ou outra, pode matar quem bebe e quem não bebe. As pessoas bebem quando estão tristes e quando estão alegres. Mas “as tristezas”, disse alguém, “não se afogam em álcool”, elas sabem nadar. O melhor é apresentá-las a Jesus em oração. Ele é o colete salva-vidas e o único que pode curar nossas emoções. Por outro lado, se uma pessoa bebe porque está feliz, festeja a vida com o cálice da morte. E isso é tragicômico! Não se deixe enganar pelo brilho de um convite alegre para tomar bebida alcoólica. Deixe clara a sua posição, pois isso geralmente resolve o impasse. E se o convite vier de um “cristão” que diz que o apóstolo Paulo aconselhou Timóteo a tomar vinho? Bem, aí você pode lembrá-lo de que o vinho, nesse caso, era remédio. Tente ajudá-lo a não correr o risco de ser mais uma vítima do álcool. Se não conseguir, saia de perto dele. Pessoas embriagadas cambaleiam como a vespa comum, mas não caem sobre flores. A queda sempre é trágica. É morte elevada ao quadrado, com perda da vida aqui e da vida eterna com Cristo.


AMOR DE PARAMÉCIO – 05 DE JANEIRO 2019

Ele respondeu: “‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento’ e ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’”. Lucas 10:27

[ELE] tem o formato de uma sola de sapato e é tão pequeno que 50 deles caberiam com folga sobre a cabeça de um alfinete. O paramécio, animalzinho ciliado que vive na água doce, mede aproximadamente um milímetro. Esse protozoário é encontrado no mundo todo e se movimenta com a ajuda de cílios ou pelos curtos. Para nadar, movimenta os cílios para frente e para trás, com grande rapidez. Há um tipo de paramécio que vive no plâncton, uma mistura de plantas e animais minúsculos que flutuam no mar. Nessa mistura, ele vira ingrediente de sopa para baleias e outros animais marinhos que se alimentam do plâncton. O paramécio come bactérias, algas e plantas aquáticas microscópicas. Só que o apetite do bicho não para aí. Quando está com fome, vira canibal e engole outros paramécios. Esse bichinho não entende nada de amizade. Amar. A quem? Quando? Como? E por quê? Amar porque somos amados. Mas também quando não sobrar uma pontinha de amor para nós. É difícil amar a quem não gosta da gente, mas é aí que entra Deus, nos capacitando a amar. Você ama sempre, em todo momento, porque o amor desconhece o tempo. O como está ligado às oportunidades. Muitas vezes, atitudes tão pequenas quanto um minúsculo paramécio, um sorriso, a mão no ombro, mesmo daquelas pessoas que estão sendo julgadas como nada, ajudam a demonstrar amor. O porquê é uma questão de motivos, que em resumo só há dois. Somos amados por nossos pais, nossos amigos e por Deus. E quem é amado pode dar amor. O segundo motivo é amar a si mesmo. Só amamos ao próximo quando conseguimos nos amar. O motivo maior para amar a si mesmo é saber que Jesus morreu por você. E sua cotação na Bolsa de Valores do Céu é sempre muito positiva. Deus entregou Jesus, Seu maior tesouro, para comprá-lo e transformar suas ações nas mais rentáveis do Universo. Aposte nisso. Se você se ama, ame também o outro que está perto de você.


BICHO BLINDADO – 06 DE JANEIRO 2019

Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. Efésios 6:13

[ALGUNS] invertebrados receberam uma ajuda especial para sobreviver ao ataque dos predadores. São as couraças e os espinhos que os revestem. Moluscos e alguns seres marinhos, além de vários insetos, fazem parte dessa turma blindada. O caranguejo-ferradura não tem pinças nem é caranguejo. É mais próximo das aranhas. Ele recebeu esse nome por causa da couraça que o reveste. As pernas e o corpo ficam totalmente escondidos enquanto ele anda na praia à procura de comida. Caso se sinta ameaçado, ele afunda no mar. E, se alguém quiser mordê-lo, vai ter que passar por cima de sua roupa dura. Outro bichinho difícil de encarar é o ouriço-do-mar. Mesmo o colorido não precisa se esconder, pois são raros os corajosos que se arriscam a abocanhá-lo. E quem tentar vai ter que engolir uma salada de espinhos. Eles se quebram com facilidade na boca do agressor. Esse bichinho tem uma das armaduras mais eficientes do mundo animal. O verso de hoje também fala de uma armadura especial e muito eficiente, a Armadura de Deus: couraça, sandálias, cinto, espada, escudo e capacete. A couraça é a justiça de Jesus, que nos encobre e nos dá o direito de tomar posse da vida eterna. As sandálias são as boas-novas do evangelho. Elas protegem e dão firmeza às nossas convicções. O escudo é a fé que vai além da crença em alguma coisa. É a confiança que depositamos em Deus como o bom pastor. Assim podemos vencer todas as tentações. A espada é a Palavra de Deus. Com ela, você pode se defender ao sentir-se oprimido e triste. Ela sempre tem uma mensagem de esperança. Para proteger a cabeça, uma das partes mais sensíveis do corpo, temos o capacete da salvação. Jesus salvou você de seu passado, perdoando-o; está salvando-o hoje do poder do mal e o salvará da presença do pecado para sempre, em Sua vinda. O peixe-porco descobriu uma forma de pegar o ouriço-do-mar. Ele segura com a boca um dos espinhos mais longos do bicho e o vira de forma a expor a parte do corpo que não tem espinhos. A armadura de Deus, porém, não deixa brechas para o mal. É só usar!


MAPA E BÚSSOLA – 07 DE JANEIRO 2019

A Tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. Salmo 119:105

[SEM] inteligência, sem ninguém que os guie, sem mapa e sem bússola, como é que os insetos conseguem encontrar seu caminho? A abelha exploradora vive à procura de lugares onde há flores. Sua missão é achar uma boa provisão de néctar, voltar à colmeia para avisar ao enxame e guiá-lo de volta ao alimento. Para fazer isso, ela precisa viajar quilômetros. Seu guia é a luz. As diversas posições que o Sol assume em relação à Terra ajudam a abelha exploradora a se orientar. A libélula também se utiliza da visão para achar o caminho. Ela se aproveita das cerca de 28 mil lentes que lhe dão uma visão de 360 graus. Ela consegue ver ao mesmo tempo atrás, à frente e dos lados. A nitidez não é igual à da visão humana, mas é suficiente para ela. Por ser um inseto territorial, estabelece marcas que identificam sua área. Uma árvore ou uma pedra servem para estabelecer as fronteiras. Sua capacidade de enxergar tudo ao mesmo tempo é vital para evitar que outra libélula invada o território. Já as formigas se guiam pelo cheiro. Sempre que saem, espalham os feromônios, um líquido que cria uma trilha cheirosa e facilmente reconhecível. Caso uma formiga deixe de sentir o cheiro do feromônio, fica confusa e começa a vaguear em círculos até morrer, de tão cansada. Você e eu também temos um meio de nos orientar neste mundo, no caminho de volta para a casa do nosso Pai do Céu. É a Bíblia. Ela é uma revelação de Deus feita por Ele mesmo. Tem gente que gostaria de saber a cor de Deus, se Ele tem barba ou não tem, ou outras coisas, como: Se Deus sabia que o homem ia pecar, por que deixou? Em Sua palavra, Deus Se mostrou o suficiente para que possamos saber como Ele é: um Pai de amor. Mas só podemos conhecê-Lo à medida que Ele Se mostra para nós. Leia sua Bíblia todos os dias, lembrando-se de que ela é a bússola de Deus para nos levar a Cristo. Ela não tem respostas para todas as perguntas, e o motivo é que Deus mandou que os profetas escrevessem apenas o que é necessário para nossa salvação. A Bíblia é a luz de nosso caminho, a bússola do Céu e o perfume de Cristo para não nos deixar errar a estrada de volta aos braços de Deus. Não saia de casa sem levá-la em seu coração.


BICHOS GUERREIROS – 08 DE JANEIRO 2019

Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio Daquele que nos amou. Romanos 8:37

[ENTRE] os animais, sobreviver significa estar em batalhas constantes. Alimentar-se, por exemplo, pode significar matar outros bichos ou ser morto. Entre os insetos, as lutas são comuns e só o vencedor, o mais forte, o mais rápido e o maior, consegue acasalar e dar prosseguimento à sua espécie. O besouro-rinoceronte tem dois chifres bem no meio da cabeça. No macho, esses chifres podem ser maiores do que o corpo. Eles são usados apenas na luta do acasalamento. A briga ocorre sobre galhos, e ganha quem conseguir derrubar o adversário. O macho mais ágil e mais forte levanta o oponente entre os chifres e o joga ao chão, tornando-se o vencedor. Outro bicho guerreiro é a aranha papa-moscas australiana. Apesar da excelente visão e das presas venenosas, os machos sempre brigam pelas fêmeas trocando pernadas como se estivessem lutando capoeira. Alguns minutos de troca de pernadas são suficientes para descobrir quem pode mais. O mais fraco desiste e foge, enquanto o vencedor fica livre para procurar as fêmeas. No mundo dos humanos também há batalhas onde uns ganham e outros perdem. Há vencedores e vencidos nos esportes e na luta pela posse da terra. Mas há também a luta pela sobrevivência espiritual, onde é preciso resistir ao pecado. O estranho nessa luta é que o vencedor não é o mais forte, nem o mais rápido, nem o maior. É o contrário do que ocorre no mundo natural! Em Cristo, somos mais que vencedores. É assim porque Ele segura nossa mão. Com Jesus, o pecado não nos condena e nem pode nos acusar. Para isso, precisamos confiar inteiramente Nele e crer que essa luta não é nossa. É Cristo quem conduz a batalha e nos oferece a Sua vitória. Ele já travou a guerra por nossa sobrevivência espiritual. Não precisamos nos debater e nos preocupar, a não ser com o fato de estarmos plenamente certos de que O amamos e de que nossa vida é Dele, só Dele. Somos vencedores em uma luta na qual entramos com a certeza da vitória. Olhando por esse prisma, é uma batalha desigual, onde a desvantagem está com o nosso oponente. Com Jesus, somos vencedores. Sempre. Ele é a nossa força, a nossa velocidade, a nossa agilidade, a nossa técnica.


A LUZ DO CORDEIRO – 09 DE JANEIRO 2019

A cidade não precisa de sol nem de lua para brilharem sobre ela, pois a glória de Deus a ilumina, e o Cordeiro é a sua candeia. Apocalipse 21:23

[O] Sol é uma bola de fogo composta de gases quentes. É tão grande que dentro dele caberiam um milhão de planetas do tamanho da Terra. Sua luz ajuda a prevenir doenças, estimula o bom humor e a circulação do sangue, baixa a pressão arterial e fortalece as defesas do organismo. Seus raios de luz também ajudam a fabricar a vitamina D, que previne o raquitismo infantil e a osteoporose nos adultos, entre outros benefícios. Quem foge do sol é o tatuzinho. Esse bichinho, parecido com um tanque de guerra de um centímetro, é da turma dos caranguejos. Ele se enrola como uma bolinha azulada quando se sente ameaçado. Gosta de comer plantas estragadas; mas, às vezes, ataca hortas também. Para manter seus ovos, a fêmea os carrega em uma bolsa que tem na parte inferior do corpo, como um canguru. Ao sair do ovo, o tatuzinho apresenta todas as características do bicho adulto, exceto o tamanho. Pouco tempo depois de nascer, troca a parte de trás da pele, composta de placas sobrepostas. Depois que a nova roupa endurece, ele se livra da parte da frente e faz dela um almoço. O tatuzinho vive em lugares úmidos e escuros e só sai para comer à noite. Ele faz isso porque não usa protetor solar e sua carapaça não é impermeável. A luz do Sol o desidrata, e ele morre por ressecamento. Ficar muito exposto à luz do Sol é um risco para a saúde de todo mundo e não só para o tatuzinho. A radiação ultravioleta provoca alterações na estrutura do DNA (material genético) das células da pele. Por isso, além de queimar e provocar insolação, envelhece e aumenta os riscos de câncer de pele. Na Nova Terra, o tatuzinho não terá problemas com o calor. Lá, segundo o verso que lemos hoje, não haverá Sol. Como Deus vai aquecer a Terra, fazer as plantas crescerem e manter as coisas em equilíbrio é algo que veremos aqui mesmo, depois. A iluminação, porém, terá sua fonte no Cordeiro de Deus, a lâmpada da Terra. Sua luz é calma, não agride e não queima. Se fosse possível compará-la, quanto à suavidade, acho que a luz da Lua ficaria bem próxima. Mas uma coisa é certa: lá, você não vai precisar usar filtro solar.


A VOZ DA CONSCIÊNCIA – 10 DE JANEIRO 2019

Quer você se volte para a direita quer para a esquerda, uma voz atrás de você lhe dirá: “Este é o caminho; siga-o.” Isaías 30:21

[DEVIDO] ao abdômen claro, oval e parecido com um amendoim descascado, a aranha papa-tatuzinho é facilmente reconhecível. Ao contrário da maior parte das aranhas, ela só tem seis olhos. As oito pernas são vermelhas. Entre as mais de 40 mil espécies de aranhas, é uma das maiores predadoras, pois tem presas longas. Ela não gosta de ser perturbada. Por isso, prefere lugares frios e escuros como montes de folhas e outros locais sossegados. Ao contrário das aranhas que usam a teia para atacar suas presas, a papa-tatuzinho sai do ninho à procura de alimento. Seu prato predileto é o tatuzinho. A papa-tatuzinho é a única aranha que consegue pegá-lo, por causa de suas presas. Ela quase sempre o ataca por baixo ou quando o tatuzinho muda de pele. Para auxiliar sua péssima visão, ela tem sensores em seus pedipalpos, que são como antenas localizadas próximas à boca. A papa-tatuzinho sente as vibrações do ambiente e acerta o tatuzinho no escuro. Cada um de nós tem sensores na mente. Nós os chamamos de consciência. Ela atua no cérebro, por meio de mensagens processadas pelos neurônios. Os cerca de 100 bilhões de células nervosas do cérebro funcionam em conjunto para administrar todo o nosso organismo, inclusive a consciência. A consciência é a capacidade de julgar as próprias ações e de conhecer a si mesmo. Sabe quando algo parece estar dizendo: “Bem que você poderia fazer as pazes com seu irmão ou com sua irmã”? Ou “Não faça isso!”? Só ouvimos essa voz quando temos uma boa consciência. Ela emite um alerta de Deus quando nos confrontamos com algo contrário à Sua vontade. É Ele quem fala aos nossos ouvidos. Não estamos vendo ninguém, mas sentimos as “vibrações”. Quando não é atendida, essa voz se torna tão fraquinha que chega a sumir. A pessoa desobedece a Deus, magoa o próximo e não sente tristeza ou culpa. A consciência enfraquece e pode se fechar totalmente à voz do Espírito Santo. Cultive uma boa consciência, lendo, ouvindo e obedecendo à Palavra de Deus. Assim, mesmo no escuro, você vai ser guiado por Ele.


OS MEMATOIDES – 11 DE JANEIRO 2019

Pois do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, os falsos testemunhos e as calúnias. Mateus 15:19

[OS] nematoides são o maior grupo de animais vivos da Terra. Das 30 mil espécies conhecidas, 20 mil são parasitas. Moram dentro de pessoas, animais e plantas, comendo e vivendo às custas dos outros. Ao longo da costa marítima da Holanda, foram descobertos mais de 4,5 milhões de vermes nematoides por metro quadrado. Esses bichinhos dão muito trabalho aos médicos, pois calcula-se que 25% da população mundial sofra de doenças causadas por eles. Alguns nematoides são microscópicos; medem menos de um milímetro. O maior deles mora no intestino da baleia e mede até oito metros. O ascaris, o mais conhecido, afeta 1,3 bilhão de pessoas no mundo. Só na América do Sul, 171 milhões de pessoas dão abrigo a esse bicho na barriga. A pele que recobre o corpo cilíndrico do nematoide é feita de colágeno. Para crescer, ele precisa trocar de pele, como as cobras. Para achar alimento, usa o nariz, um “radar” que identifica substâncias químicas no ambiente. Agir de dentro para fora – essa é a técnica dos nematoides. É possível olhar uma planta e achá-la saudável exteriormente, sem imaginar que ela esteja guardando em seu interior até 90 mil vermes. De dentro para fora – é assim que o mal age. Essa conclusão de Jesus indica o ponto geográfico por onde é preciso começar a mudança espiritual. Quando nossos olhos se fixam em imagens que não edificam nossa relação com Deus, o problema não está nos olhos. É por meio da mente que Deus fala conosco e o Espírito Santo nos guia. Se nossos pensamentos mais íntimos forem bons, nossos olhos verão em conformidade com eles. Não adianta tentar limpar por fora, sem fazer primeiro a limpeza interior. Quem faz essa limpeza é Deus, por meio do amor de Jesus Cristo. Continue a cultivar um coração bom, orando, estudando a Bíblia e deixando que os pensamentos de Jesus fiquem dentro de você. Experimente, hoje, gravar em sua mente isto: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus“ (Filipenses 4:7).


FÓSSEIS, ÁGUA E FOGO – 12 DE JANEIRO 2019

Mas eles deliberadamente se esquecem de que há muito tempo, pela palavra de Deus, existiam céus e terra, esta formada da água e pela água. E pela água o mundo daquele tempo foi submerso e destruído. 2 Pedro 3:5, 6

[FÓSSEIS] são restos petrificados de seres vivos (animais e plantas) que se conservaram sem perder as características essenciais. Eles são formados somente quando conseguem escapar da decomposição natural. Em museus do mundo inteiro, é possível encontrar desde mosquitos presos na resina de árvores até grandes dinossauros petrificados. Os fósseis podem se formar naturalmente ou de forma violenta. No primeiro caso, vejamos o exemplo de um peixe. Primeiro, ele precisa morrer. Então ele vai para o fundo do lago. Os sedimentos (areia, barro) que o cobrem ficam duros e compactos. Depois de algum tempo, viram rocha. O peixe começa a ficar poroso. A essa altura, já existe um molde na rocha. Por último, substâncias minerais da rocha preenchem os poros microscópicos do animal. Assim ele se petrifica totalmente. Há restos de fósseis espalhados no mundo todo. Esse fato e a profundidade em que são encontrados (normalmente a 800 metros; mas, algumas vezes, a cinco quilômetros) indicam que houve uma violenta fonte de formação de fósseis. A Bíblia fala de um dilúvio de grandes proporções que destruiu o mundo. Essa catástrofe não somente provocou a formação de fósseis nas regiões mais baixas da Terra, mas também em grandes altitudes. Além disso, abriu crateras e cavernas, formou grandes desfiladeiros e empilhou rochas enormes. O dilúvio foi a primeira grande manifestação dos juízos divinos contra o pecado. Noé foi o profeta de Deus naqueles dias. Sua mensagem era: “Arrependam-se e entrem na arca.” Mas ele não foi ouvido. Então Deus usou a natureza para destruir a todos os seres vivos, e apenas oito pessoas foram salvas com os animais guardados na arca. Como foi nos dias de Noé, disse Jesus, assim será também na ocasião de Sua vinda. Os homens estariam vivendo para seus prazeres e negando a existência de Deus. A forma de destruição, porém, vai mudar. Todos os seres vivos, incluindo os homens e as mulheres que não aceitaram o convite de Jesus, serão queimados. E não restarão fósseis para lembrar o que aconteceu.


OS QUE DESTROEM A TERRA – 13 DE JANEIRO 2019

As nações se iraram; e chegou a Tua ira. Chegou o tempo de julgares os mortos e de recompensares os Teus servos, os profetas, os Teus santos e os que temem o Teu nome, tanto pequenos como grandes, e de destruir os que destroem a Terra. Apocalipse 11:18

[ESSE] texto de Apocalipse pode ser considerado como a primeira manifestação ecológica da Era Cristã. A Terra está sendo destruída pelo homem. O desequilíbrio ecológico começou com a entrada do pecado e aumentou a partir de 1801 com a Revolução Industrial. A partir de 1960, porém, uma sensação de fim de mundo começou a tomar conta de todos. As emissões de gases venenosos das chaminés e descargas de veículos, sprays e queimadas, a destruição das matas e o apodrecimento dos rios são apenas alguns dos motivos desse temor. Para os seres vivos mais desprotegidos, a catástrofe já chegou. Mais da metade das florestas do planeta já foram derrubadas. Por isso, calcula-se que cerca de 60 mil espécies de pequenos bichos desaparecem a cada ano. Quanto aos rios e mares, a maior parte já virou esgoto. A grande borboleta azul e a paquinha da Grã-Bretanha não existem mais. O bicho-pau da Ilha de Lorde Howe, no Havaí, também foi extinto e 16 espécies de mexilhão perolado dos Estados Unidos foram totalmente liquidadas. Você e eu podemos ajudar a melhorar o mundo. Não temos condições de resolver os problemas gigantescos do planeta, mas bem que podemos melhorar o nosso cantinho: não deixando lixo espalhado por aí, não maltratando os animais e ajudando a conscientizar outras pessoas. Agora, se você deseja mesmo ver este mundo totalmente transformado, novinho em folha, entregue o coração a Jesus e ajude outras pessoas a fazer isso também. Nosso planeta azul não será destruído outra vez, porque não haverá quem o faça de novo. Está chegando a hora, quando Deus virá para destruir os que destroem a Terra.


AS FORMIGAS-CORREIÇÃO – 14 DE JANEIRO 2019

Ele os tirou de lá, fazendo maravilhas e sinais no Egito, no mar Vermelho e no deserto durante quarenta anos. Atos 7:36

[MUITO] comum nas florestas do Brasil, a formiga-correição passa a vida mudando de um lado para o outro. A colônia é formada de operárias e soldados. As operárias trazem comida e cuidam dos filhotes, enquanto os soldados defendem a colônia. Em cada lugar, as formigas-correição ficam no máximo três semanas. Ao mudarem, o êxodo vira uma operação de guerra. Durante duas ou três semanas de marcha, elas carregam de tudo: restos de comida, ovos e filhotes. Quem atravessar seu caminho, aves, cobras, sapos e outros bichos, é atacado, feito em pedaços e carregado também. As formigas marcham em colunas. Algumas operárias saem na frente como batedoras, escolhendo a direção. Os soldados ficam na parte externa da coluna, protegendo a colônia. Ao anoitecer, elas param e acampam. Grudam-se umas às outras, formando bolas de um metro de diâmetro, onde pode haver entre 150 mil a 700 mil formigas. A rainha fica bem no meio. No dia seguinte, a marcha continua. Êxodos de seres humanos também são comuns. Com a Guerra dos Seis Dias, em 1967, mais de 200 mil palestinos se refugiaram na Jordânia. Os curdos vivem em êxodo constante. Após a guerra Irã-Iraque (1980-1988), 2,5 milhões fugiram do Iraque para o Irã e a Turquia, onde até hoje enfrentam perseguições e continuam seu movimento migratório. Em 1994, o massacre dos tutsis em Ruanda provocou um êxodo de mais de um milhão de pessoas, em poucos dias. Em 2015, cerca de 800 mil cidadãos sérios, afegãos e iraquianos buscavam asilo na Alemanha. Fugindo da fome e da opressão, mais de 40 mil venezuelanos imigraram para o Brasil entre 2017 e 2018. Segundo a ONU, atualmente, 6,5 milhões de pessoas, em algum lugar do mundo, são refugiadas fugindo de guerrilhas e fome. O mais famoso êxodo está registrado na Bíblia. Deus, por intermédio de Moisés, retirou milhares de judeus do Egito e os levou para a Terra Prometida. Como o antigo Israel, nós também marchamos. E não somente para atravessar as fronteiras de um país em busca de comida e segurança. Marchamos para fora deste mundo, em direção à Canaã Celestial e à Nova Terra ao encontro de nosso Criador. Assim como Deus cumpriu a Sua palavra e libertou os israelitas das mãos do faraó, Ele também a cumprirá em relação a nós.


SHOW DE LIMPEZA – 15 DE JANEIRO 2019

E o SENHOR disse a Moisés: “Vá ao povo e consagre-o hoje e amanhã. Eles deverão lavar as suas vestes e estar prontos no terceiro dia, porque nesse dia o SENHOR descerá sobre o monte Sinai, à vista de todo o povo.” Êxodo 19:10, 11

[INSETOS] e outros invertebrados possuem fama de sujos. Alguns até que a merecem, mas há muitos que dão um show de limpeza. Sem vassoura, sabão, água ou aspirador de pó, limpam o próprio corpo e o lugar onde vivem. O objetivo é evitar que fungos e doenças infecciosas se espalhem em suas colônias. Quando um cupim morre vítima de infecção, ele é sepultado no cemitério do cupinzeiro. Se alguém adoece, fica de quarentena, separado dos cupins sadios. As bactérias também oferecem perigo aos insetos sociais. A formiga-defogo, ou lava-pés, tem um jeito peculiar de evitá-las. Com um ferrão que tem no abdômen, espalha sobre ovos e larvas um desinfetante que ela mesma produz. O veneno mata as bactérias sem prejudicar a prole. As abelhas também gostam de casa limpa. Lixo e abelhas mortas são levados a uma distância de 100 metros da colmeia. Pequenas cobras, insetos e outros animais se prendem às teias de aranha. Para limpá-las, a aranha corta os fios onde o bicho está preso e o joga fora. Alimento de sobra é enrolado em fios de seda e estocado para comer depois. Quando a teia está muito empoeirada, a aranha a abandona e constrói outra. Se você quer ter saúde, faça como as abelhas, os cupins e as formigas. Sem exageros, é claro, evite a sujeira e as doenças das mãos sujas. Confira os cuidados que ajudam a evitá-las:

• Só beber água filtrada ou fervida.

• Manter as unhas sempre cortadas e limpas.

• Lavar as mãos antes de comer e quando for ao banheiro.

• Tomar banhos diariamente.

• Escovar os dentes após as refeições.

• Jogar o lixo na lixeira.

• Matar moscas e baratas.

• Evitar andar descalço sobre a terra suja. A higiene que Deus exigiu dos israelitas não apenas traria saúde, mas era um símbolo da purificação do corpo e da mente de um povo especial: “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus” (1 Pedro 2:9).


BORBOLETA-CORUJA – 16 DE JANEIRO 2019

Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo. 1 Coríntios 11:1

[POUSADA] em um arbusto, ela pode ser facilmente confundida com uma folha. Mas, se um pássaro esfomeado se aproximar, ela projeta o abdômen para cima, abre bem as asas de 15 centímetros (de uma ponta até a outra) e deixa aparecer dois grandes olhos. A essa altura, o predador já voou para longe. O golpe deu certo e a borboleta-coruja se livrou de virar almoço. Sua capacidade de imitar a coruja deu-lhe esse nome. Já o bicho-pau, de Macleay, leva ao extremo sua capacidade de imitador. Ainda no ovo parece uma semente, mas ao sair assume a aparência de uma perigosa formiga. Quando jovem, ele se dobra todo e imita um escorpião. Finalmente, na idade adulta, pode ser facilmente confundido com uma folha seca. Essa capacidade de imitação, chamada de mimetismo, tem o objetivo de proteger a vida desses pequenos animais, muito vulneráveis a diversos tipos de predadores. Eles fingem ser um bicho venenoso, folhas ou pedras. Para alguns insetos, imitar é a única forma de continuar vivendo. Eles não têm outra saída. Imitar não parece ser uma proposta agradável para quem prefere ser autêntico. Mas você já percebeu que a vida hoje é feita de imitação e de imitadores? De tudo. Roupas, calçados, diversão e até comida. Mesmo sem querer imitar, fazemos isso porque somos quase forçados a isso pela indústria do consumo, que, por sua vez, criou uma sociedade de consumo, que somos nós. Essa indústria que faz coisas em série só tem sucesso porque ela mesma se encarrega de criar necessidades. Se todos acham que precisam de uma coisa, então todos compram a mesma coisa. Sem pensar, imitamos algo ou alguém. A proposta de Deus, porém, é que sejamos imitadores de Cristo. O que isso significa? Usar barbas e cabelos compridos? Não se trata de mimetismo físico ou de assumir a aparência de alguém. Somos imitadores de Cristo quando escolhemos, como Ele, fazer a vontade do Pai. Toda vez que abrimos mão de nossos desejos e preferimos fazer a vontade de Deus como expressa em Sua palavra, estamos sendo imitadores de Cristo. Isso acontece quando, por exemplo, somos convidados a ir a um lugar onde sabemos que nosso anjo vai ficar de fora e, por esse motivo, rejeitamos o convite. Se você quiser fazer como a borboleta-coruja, exponha o motivo de sua recusa. Use a Bíblia. O predador vai sumir de sua vida. “Saber e não fazer ainda não é saber” (provérbio oriental).


O LOUVA-A-DEUS – 17 DE JANEIRO 2019

Disse Deus a Moisés: “Eu Sou o que Sou.” Êxodo 3:14

[CARNÍVORO] , o louva-a-deus é perito em camuflagem. Disfarçado entre a folhagem, só a cabeça triangular se move esperando a presa. As patas dianteiras são perfeitas para golpear. A tíbia se fecha sobre o fêmur, formando uma pinça com bordos dentados. Qualquer tentativa de escapar dessa armadilha é inútil! Algumas fêmeas do louva-a-deus cortam a cabeça do macho no momento do acasalamento. Se estiver zangada, devora-o em seguida. Os grandes olhos do louva-a-deus permitem que ele enxergue em todas as direções. O louva-a-deus pode girar a cabeça num ângulo de 180 graus. À espera de uma refeição desatenta, pode ficar imóvel por várias horas. De cada ovo podem nascer de 200 a 400 filhotes. Esfomeados, começam a caçar assim que nascem. A fome é tanta que eles comem uns aos outros. O louva-a-deus recebeu esse nome porque mantém as patas dianteiras sempre juntas, joelhos dobrados e olhos levantados para o céu. Mas esse jeitinho de devoto é só fachada. Por trás da aparência, há um canibal feroz. Como esse bichinho, todos nós corremos o risco de dissimular ou usar máscaras. Às vezes, podemos dizer que está tudo bem, quando estamos doentes ou tristes, ou confirmar que foi um prazer estar com uma pessoa de quem não gostamos. As máscaras escondem quem somos por dentro. Além disso, produzem um sentimento de falsa segurança, pois os mascarados projetam uma imagem de honestidade e acham que têm o controle da situação. Zorro e Batman são dois conhecidos mascarados perseguidos por gente que gostaria de saber o que escondem por trás da máscara. Um dia, todas as máscaras cairão, porque Deus vai derrubá-las. Podemos até enganar a alguns por algum tempo, mas não podemos enganar a todos o tempo todo. Foi isso o que Jesus disse aos fariseus: “Não há nada escondido que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido” (Lucas 12:2). O mascarado é um solitário. A máscara o distancia das pessoas que ele ama, de Deus e dele próprio. Por isso, não há nada melhor que permitir que Deus, o “Eu Sou o que Sou” (Êxodo 3:14) nos ajude a cultivar a sinceridade e a autenticidade, tão comuns nos jovens. Deus não usa máscaras. Ele pode nos ajudar a manter relacionamentos abertos e significativos. “Ser o que somos e vir a ser o que somos capazes de ser é o único objetivo da vida” (Spinoza).


A LUZ DOS OLHOS – 18 DE JANEIRO 2019

Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mateus 6:22

[A] euglena, um ser microscópico formado por uma única célula, só tem um olho. Ele fica no interior de seu corpo e é composto de substâncias químicas sensíveis à luz. Embora não possa ver o que se passa ao redor, a euglena sabe quando está claro ou escuro. Já o lagarto uta stansburiana, natural das Américas do Norte e Central, tem um terceiro olho no centro da cabeça. Os pesquisadores dizem que esse olho número três ajusta seu ritmo biológico à parte clara do dia. Os olhos do caracol ficam na ponta de cada uma de suas antenas. Eles são recolhidos quando o caracol se encolhe na concha. A libélula e as moscas têm olhos tão grandes que conseguem enxergar tudo à sua volta. Eles são formados por centenas de lentes. Alguns insetos têm olhos com até 56 mil lentes. O olho humano enxerga todas as cores, menos o ultravioleta. Já os insetos enxergam bem o azul e o ultravioleta, mas têm dificuldade com o vermelho. Além de possuirmos uma única lente em cada olho, vemos os objetos de modo ligeiramente diferente. É o cérebro que combina as imagens e nos dá a ideia de profundidade, sem que o percebamos. Cuide de seus olhos. Evite ler com luz fraca, não passe as mãos neles sem primeiro lavá-las, não fique muitas horas por dia exposto à luz da TV, do computador ou do smartphone, durma na hora certa e coma cenouras, que são ricas em vitamina A. Jesus disse que os olhos iluminam a vida. Se eles forem maus, as trevas tomarão o lugar da luz. Viver para si, sem pensar em Deus e no próximo, faz com que não percebamos o bem que há nos outros e a bondade de Jesus Cristo. Isso apaga a luz dos olhos. É como a miopia que deforma o globo ocular, fazendo com que as imagens se formem antes da retina e fiquem embaçadas. Para corrigir a miopia, usamos óculos e fazemos cirurgias. Continue olhando para Jesus. Com Ele, você terá luz nos olhos, no corpo e em sua vida toda. Mesmo uma pessoa que você acha ser ruim, se olhada através das lentes do amor de Jesus, pode ser perdoada e resgatada para o Céu. “Nunca desista de ninguém. Milagres acontecem todos os dias” (H. Jackson).


VIÚVA-NEGRA – 19 DE JANEIRO 2019

A seguir, Simão Pedro, que vinha atrás dele, chegou, entrou no sepulcro e viu as faixas de linho, bem como o lenço que estivera sobre a cabeça de Jesus. Ele estava dobrado à parte, separado das faixas de linho. João 20:6, 7

[SE] você encontrar uma, logo vai reconhecer. É só tentar olhar por baixo do abdômen. Ela tem uma mancha vermelha característica. É a viúva-negra, que não faz justiça à fama de assassina terrível. Uma pessoa só morreria vítima de seu veneno se estivesse muito fraca, doente ou se fosse uma criança ou um idoso. Essa aranha é tímida e só ataca quando se sente ameaçada. O único hábito mau que ela tem é o de matar e devorar o macho depois do acasalamento. Mas ela só o ataca se ele for muito fraco, se estiver doente ou se o casal for perturbado. A viúva-negra vive nas regiões quentes do mundo, mora embaixo de rochas e entre arbustos espinhentos. Adapta-se às residências, preferindo quartos e sótãos escuros. A teia da viúva-negra é facilmente reconhecida, pois sua marca é a confusão. Ela tece um emaranhado pegajoso, puxando os fios para cima, para baixo ou para os lados, sem obedecer a uma sequência lógica. Comparada a outras espécies de aranhas, a viúva-negra é uma desordeira. Não sabemos se lhe falta algum “parafuso”, mas sua teia é como a vida de certas pessoas. Uma confusão! O quarto está sempre bagunçado e dificilmente conseguem encontrar o que querem na hora que precisam. Ainda perdem para ela, porque, quando um bichinho se prende no meio de sua bagunçada teia, a viúva-negra o encontra imediatamente. No dia em que Jesus ressuscitou, os discípulos que entraram na sepultura viram e escreveram o que está em nosso texto de hoje. Os lençóis usados para cobri-Lo foram encontrados arrumados, ao lado do túmulo. A Bíblia não diz quem fez isso; se foram os anjos ou o próprio Jesus Cristo. No entanto, os lençóis dobrados em um momento tão significativo como aquele certamente deixam uma mensagem para nós. Não se trata de rigidez, porque a vida, as pessoas e a felicidade são bem mais importantes do que a mania de organização, mas é bom ter uma agenda de nossas obrigações, estudar antes das provas e manter o lugar onde vivemos numa ordem mínima necessária. A vantagem de planejar é que, ao fazermos alguma coisa, a bagunça não será total.


CIGARRINHA VIGILANTE – 20 DE JANEIRO 2019

Coloca, SENHOR, uma guarda à minha boca; vigia a porta de meus lábios. Salmo 141:3

[QUEM] vê uma cigarrinha pensa logo que está diante de um espinho de roseira. Um olhar mais atento, porém, mostra as asas, patas e olhos bem espertos. O tamanho da cigarrinha não passa de 12 milímetros e ela é muito esperta para o seu tamanho. Alguns bichos simplesmente não sabem o que é cuidar dos filhotes. Mas a cigarrinha é diferente. Depois que põe seus ovos num ramo, ela não descansa. Durante um mês inteiro, fica guardando os ovos, que poderiam servir de alimento para outro bicho. Como toda mãe cuidadosa, quando os filhotes nascem, ela providencia comida furando a casca do galho onde nasceram. Os furinhos liberam a seiva que os alimenta. Além da comida, a proteção nessa fase da vida é essencial. Quando uma cigarrinha se afasta, a mãe a segura pelas pernas e arrasta a pequena cigarra para um lugar seguro. A joaninha é um inimigo; e, quando ela tenta se aproximar, a cigarrinha bate as asas com força e libera um pó tão fedorento que deixa a joaninha meio tonta. Se isso não funcionar, a cigarrinha parte para o corpo a corpo, derrubando-a do galho. Enquanto os filhotes não conseguem se virar sozinhos, eles têm a seu favor os olhos vigilantes da mamãe cigarrinha. O salmista pediu a Deus que vigiasse a porta de seus lábios para não cair na tentação de falar demais. O modo como as pessoas usam as palavras pode nos levar a não pensar nisso. Você ouve palavrões na TV, em vídeos na internet e até na escola. Alguns professores nem ligam mais para isso. Então achamos que é normal, e falamos tudo o que vem à mente. Você já viu como é fácil xingar e falar maldições contra um motorista ou pedestre desatento? Davi pediu a Deus que colocasse um freio em sua boca. Se sentirmos que vamos dizer alguma palavra que não diríamos na presença de Jesus, então é melhor a gente se controlar. Mas, quando as palavras saem sem a gente pensar no que diz, está na hora de fazer o pedido de Davi. Que o Senhor mesmo guarde a nossa boca! Se você fizer esse pedido, vai ver como Deus o ajudará até mesmo a se esquecer e a substituir as palavras ruins por outras, agradáveis e inocentes. Por nossas palavras seremos condenados e por elas também seremos justificados.


O BAGRE DA CHAPADA DIAMANTINA – 21 DE JANEIRO 2019

Deixo-lhes a paz; a Minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo. João 14:27

[ESPALHADA] entre um conjunto de serras de 85 mil km2, está a Chapada Diamantina, a oeste do Estado da Bahia. Ali se pode ver a Cachoeira da Fumaça, com 340 metros de queda, e a Gruta do Lapão, cuja boca tem 20 metros de altura por 120 metros de extensão. Entre as atrações naturais da Chapada Diamantina, destaca-se o Poço Encantado, uma caverna calcária onde há um lago de águas claras e tons azulados, de 90 metros de largura e 62 metros de profundidade. Cerca de 30 metros separam a superfície da água do teto da caverna. Uma fenda no teto deixa passar os raios do sol entre os meses de abril e setembro. Eles incidem sobre o azul da água, chegando ao fundo do poço e criando um grande espetáculo visual. O único habitante vertebrado desse poço azul é um minúsculo bagre, que não passa de sete centímetros de comprimento. A pequena população de peixes se concentra nas paredes do lago a 10 metros de profundidade. Uma vez ou outra, eles descem ao fundo. Alimentam-se de larvas de insetos, mosquitos e microcrustáceos. Por viverem em ambiente de caverna, são cegos e brancos. O bagre da Chapada Diamantina é único no mundo e já despertou o interesse da ciência, devido à sua estrutura óssea. Além disso, o dia e a noite são iguais para ele. Como não enxerga, usa sensores químicos para encontrar o alimento. Ele é também único no quesito relacionamento. Por não ter predadores, o bagre da Chapada é dócil e vive na mais absoluta paz. Ele vive, na verdade, em um mar de paz. Atualmente, é proibido nadar ali, para evitar estragar a tranquilidade de seus habitantes. Mas que dá vontade de pular lá dentro, dá! A paz é um de nossos maiores anseios. Nações, cidades e famílias buscam a paz. O grande contraste é que muita gente usa armas de guerra para conquistá-la. Outros acham que acabando as guerras todos ficarão em paz. No entanto, Jesus disse que as guerras começam na mente. O problema da falta de paz está dentro de nós, assim como é dentro do Poço Encantado que está a paz do bagre da Chapada Diamantina. Ele vive ali, tranquilo, pois tem proteção internacional. Para nós, também, a paz vem de fora. Só podemos tê-la depois que Jesus entrar em nossa vida. Ele liquida o predador de nossa paz. Shalom!


MIGRANDO COM A MONARCA – 22 DE JANEIRO 2019

Mas aquele que perseverar até o fim será salvo. Mateus 24:13

[A] migração é um dos fenômenos mais estudados do mundo animal. Se ocorre com insetos, o assunto fica mais palpitante ainda. É o caso da borboleta-monarca. Ela ganhou esse apelido porque as suas cores – negro e alaranjado – são iguais às do brasão da Casa de Orange, que reinou na GrãBretanha. Aparentemente frágil, esse pequeno inseto que não passa de 10 centímetros com a asa aberta, faz viagens de quatro mil quilômetros de distância. Quando o inverno chega, ela deixa as regiões frias da América do Norte e voa para o México e regiões da América do Sul. No inverno, as monarcas entram em estado de semi-hibernação. Em 1976, inúmeras delas foram encontradas em um vale, no México, a três mil metros de altitude. Em um espaço de 1,5 hectare calculou-se a presença de 14 bilhões de borboletas. Enquanto viajam, elas voam incansavelmente sobre o oceano, só parando para se alimentar e depositar seus ovos em alguma planta. Biólogos que as monitoraram descobriram que, em um só dia, a monarca cobre distâncias de 130 quilômetros. Nós também estamos migrando. A rota não é o México ou um continente menos frio. Não estamos buscando apenas um clima mais agradável. Nosso destino é o reino de nosso Pai, onde Jesus está preparando um lar para nós. O caminho para o lar é Cristo e só com Ele nos mantemos na rota. Muitas vezes corremos o risco de escolher outros caminhos para chegar ao lar, somente para perceber depois que nossa sabedoria e força são impotentes para isso. Quem deseja alcançar ideais precisa continuar. Significa ser constante, perseverar, ter paciência e aproveitar bem o dia, sem perder a esperança. Antes de cursar o nono ano, você precisa fazer o caminho do sexto, do sétimo e do oitavo ano. Graças a Deus, o amanhã está nas mãos Dele e o dia de ontem já ficou para trás. Somos donos apenas do agora. Normalmente, as monarcas fazem viagens de ida e volta. Muitos dos insetos adultos, porém, ficam no meio do caminho. Morrem de fome ou são vítimas de predadores e tempestades. Mas elas não param. Continuam buscando o calor do sol. Continue com Jesus, andando, orando, pulando, lendo a Bíblia, correndo ou voando. Com Ele, você não fica no meio do caminho.


A CARA-DE-OGRO – 23 DE JANEIRO 2019

E disse Jesus: “Sigam-Me, e Eu os farei pescadores de homens.” Mateus 4:19

[AS] florestas tropicais das três Américas abrigam uma aranha pequena, muito difícil de ser vista, a cara-de-ogro. É chamada assim porque tem dois grandes olhos que parecem óculos escuros e uma cara esquisita. A cara-deogro não é o tipo de aranha que fica esperando bichinhos caírem em sua teia gosmenta. Ela sai para caçar à noite, levando uma rede grudenta que ela mesma fabrica. Imagine-a subindo em uma árvore, pendurando-se em um galho com a teia estendida entre as pernas dianteiras e esperando nessa posição. Quando um inseto passa por ela, a cara-de-ogro, joga a rede e envolve a vítima na teia grudenta. Às vezes, a rede é usada na caçada da noite seguinte, mas o normal é a aranha comer a caça e a rede também. Jesus disse aos discípulos que eles seriam pescadores de homens. Usariam a coragem, a perseverança e a determinação que um pescador deve ter para fazer um trabalho especial para Deus. Ele passou três anos e meio pregando e ensinando os discípulos a amar. Ensinou sobre o reino de Deus e sobre as coisas do Céu por meio de histórias e parábolas. Ensinou também a respeito dos sinais de Seu retorno a este mundo e disse aos discípulos que vigiassem porque o fim viria logo. Além disso, Jesus aliviou as dores físicas de muitas pessoas. Curou enfermos e fez os cegos enxergarem. Pode ser que você ainda não tenha escolhido a sua profissão. E isso não é fácil de fazer. Sendo Deus, porém, Jesus tinha capacidade para desenvolver muitas atividades ao mesmo tempo. Ele pregou como evangelista, amou como um pastor de verdade, ensinou como um professor e curou como um médico. Foi assim que Jesus Se tornou o maior pescador de todos os tempos. Até hoje, milhares de pessoas são atraídas pelo amor demonstrado na cruz. Se você quiser ser um pescador para o reino de Deus, é só dizer isso a Jesus. Ele aceitará você e o ajudará a desenvolver seus dons. Talvez você queira ser um médico missionário, um professor ou um pastor. Não importa a profissão, Jesus pode fazer de qualquer pessoa um “pescador”. Ele pode usar o seu dom, desde que você não perca a oportunidade de viver o Seu amor a cada dia. Essa é a melhor maneira de pescar. E o primeiro lugar para fazer isso é em casa. Jogue a rede. Não precisa falar. É só amar!


SEGURO NA ROCHA – 24 DE JANEIRO 2019

O SENHOR é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus é o meu rochedo, em quem me refugio. Ele é o meu escudo e o poder que me salva, a minha torre alta. Salmo 18:2

[OS] pequenos animais que vivem nas regiões costeiras enfrentam muitas tempestades. Pense, por exemplo, nos lugares de mar aberto onde as ondas batem constantemente nas pedras. Ali, a sobrevivência pode ser muito difícil. Alguns bichinhos, especialmente crustáceos, se escondem nas fendas das rochas. Outros se enterram na areia, saindo apenas quando a maré sobe. Há, porém, aqueles para os quais a única solução é ficar agarrado às pedras. O quíton, um molusco de cinco centímetros, tem o esqueleto formado por placas articuladas. Sua concha é tão dura que resiste ao impacto das ondas. Ele se gruda à rocha usando os pés, que funcionam como ventosas. Nem as ondas nem os predadores conseguem tirá-lo da rocha. A lapa é outro exemplo de resistência. Muito fácil de ser encontrada nas praias, ela usa os pés para se firmar. Ao se grudar, nada consegue passar por baixo dela. Se a rocha for muito dura, ela raspa a própria concha e se molda à superfície. Se for porosa e macia, então a lapa raspa a pedra até que não haja diferença entre sua base e a rocha. Desse modo, é praticamente impossível desgrudá-la. Segura na rocha, a lapa está a salvo. Tempestades e ventos fortes podem estar atingindo você. Suas maiores dificuldades são na escola? Deus pode ajudar. Peça a Ele sabedoria. Ore por isso, converse com seus professores e estude bastante. Se o problema é de relacionamento em casa, com os irmãos e os pais, Ele também pode resolver. De sua parte, pare um pouquinho e ouça o que os outros têm a dizer. Aproxime-se de seus pais e converse. Eles também enfrentam problemas, e você pode ajudá-los se mostrar que deseja compreendê-los. Você vai se surpreender com a reação deles. Se está insatisfeito com o seu rosto ou o tamanho de seu nariz, aceite-se como é, lembrando-se de que você é aquilo que pensa que é. Se acha que não merece nada, que não vale nada e que não serve para nada, logo as pessoas estarão achando que você não é nada mesmo. Deus não promete uma vida sem problemas. Mesmo assim, é possível resistir aos vendavais mais fortes, porque Ele estará ao seu lado quando as ondas se chocarem contra você. Isso Ele garante. Aguente firme!


HIDRA – 25 DE JANEIRO 2019

Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em Mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em Mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” João 11:25, 26

[AS] poças, lagos e córregos do mundo inteiro abrigam a hidra, um bichinho aquático, meio parente das medusas. O corpo, de cerca de 13 milímetros, tem a forma de um canudinho retorcido com quatro a cinco tentáculos em cada ponta. Um disco adesivo na base do corpo é o meio que ela usa para se fixar em plantas e pedras. Os tentáculos são ocos e cheios de filamentos venenosos. Quando uma pulga d’água ou um peixe passa perto, os filamentos são lançados sobre a vítima como se fosse um tiro de arpão. O veneno age rápido. Depois, é só comer. Quando nada, a hidra desliza sobre seu disco ou flutua de cabeça para baixo, próximo à superfície da água. Mas ela gosta mesmo é de fazer acrobacias no fundo do lago onde vive. Felizmente, não se tem conhecimento de que a hidra transmita alguma doença, pois é muito difícil matar uma. Apesar de seu tamanho, se cortada em pedacinhos ela se multiplica. Como na história da Fênix, aquela ave da lenda egípcia que renasce das cinzas, cada pedacinho da hidra dá origem a outra hidra novinha. Os redimidos por Cristo não serão multiplicados como a hidra, mas o seu renascimento do pó da terra, ou de sob a água, ou das cinzas, ou de onde quer que eles estejam, é certo. O próprio Jesus garantiu: “Quem crê em Mim, ainda que morra viverá.” Esse ato recriador de Deus ocorrerá por ocasião da segunda vinda de Jesus Cristo. Ao som da trombeta, os que morreram em Cristo ressuscitarão para se encontrar com o Senhor nos ares. O Criador fará isso com a mesma tecnologia usada para ressuscitar Lázaro e o próprio Jesus Cristo. Essa vida está Nele mesmo. Sua ressurreição é a nossa garantia e a nossa certeza. Morte? Nunca mais! É isso que poderia ser escrito na sepultura de quem morre em Cristo. Talvez você já tenha passado pela experiência de perder um amigo ou um parente que tombou na batalha contra a morte. Lembre-se de que em Cristo nunca dizemos adeus. Até breve ou até logo é mais apropriado. A dor fica, mas a fé e a esperança são bem maiores. A reconstrução de nosso corpo será tão perfeita que não precisará de garantia. Ele ressurgirá novo, muito mais novo do que o corpo da hidra.


OUVIDO DE GRILO – 26 DE JANEIRO 2019

Quem responde antes de ouvir comete insensatez e passa vergonha. Provérbios 18:13

[OS] grilos machos só cantam na época do acasalamento. E eles o fazem em qualquer lugar, mesmo sem ter uma parceira em vista. Ocorre que são as fêmeas que saem procurando um companheiro por entre moitas de capim, ramos e folhagens. Por isso, precisam ouvir o cri-cri com muita atenção. Felizmente, os grilos também têm excelente audição. Mesmo estando longe, a fêmea consegue entender a voz do amado. Ela move as pernas na direção do som para sintonizar a canção e segui-la até encontrá-lo. O ouvido do grilo é constituído por uma fenda no joelho que conduz a uma cavidade auditiva coberta por uma membrana. Quando o som chega, a membrana vibra. Então o grilo vira as pernas na direção do som. Para nós a audição também é muito importante. Além de escutar, o ouvido nos ajuda a manter o equilíbrio. Os sons vindos do lado direito chegam primeiro ao ouvido direito e os sons vindos do lado esquerdo chegam primeiro ao ouvido esquerdo. Mas os sons que ocorrem à nossa frente ou atrás chegam aos dois ouvidos ao mesmo tempo. Fique atento aos fones de ouvido. Quando o som é muito alto, podem ocorrer problemas de surdez. Se outra pessoa consegue ouvir o som do fone que está no seu ouvido, então é melhor diminuir um pouco o volume. Um dos motivos por que os cães fogem do barulho dos trovões e das bombas é que o aparelho auditivo deles é extremamente sensível. Eles são capazes de ouvir sons que nosso ouvido não percebe. Saber ouvir é uma ciência. As palavras salvam e condenam. Elas só devem ser ditas na hora certa, da maneira certa e às pessoas certas. Se você quer ter sucesso, aprenda a ouvir. Há muita gente falando e pouca gente ouvindo. Salomão chamou de tolas as pessoas apressadas, que falam antes de ouvir. Ouvir com atenção e mostrar à outra pessoa que você está interessado no que ela diz é o primeiro passo para desenvolver boas amizades. Algumas pessoas não conseguem fazer amigos porque não conseguem ouvir. Tornam-se egoístas e controladoras. Aos poucos, todos se afastam desse tipo de pessoa, pois não é fácil conviver com quem não sabe ouvir os outros. É importante participar e apresentar nossos pontos de vista, mas, como regra geral, seremos mais felizes se conseguirmos ouvir um pouco mais as pessoas.


A ARANHA-DE-ALÇAPÃO – 27 DE JANEIRO 2019

Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que O amam. Tiago 1:12

[A] aranha-de-alçapão é conhecida no mundo todo como hábil construtora de túneis. Ela usa essas tocas construídas verticalmente no solo como esconderijo, ninho e armadilha para caçar suas presas. Depois de escavar o túnel, usando suas garras como enxada, ela tece uma tampa e prende-a de um lado do buraco. Além de protegê-la dos predadores, a tampa serve para camuflar sua presença. Para caçar, ela fica imóvel sob a tampa parcialmente levantada. Algumas aranhas-de-alçapão espalham pedacinhos de galhos secos ao redor da tampa do túnel. Isso faz com que a presença de um bichinho seja facilmente percebida. Então ela o ataca e o arrasta para o túnel. Lá dentro não tem escapatória. Satanás é hábil caçador e um mestre na arte de construir armadilhas. Mas antes que uma pessoa ceda aos seus enganos, há um caminho a percorrer. Atenção. Por meio da visão, do olfato, da audição, do tato e do paladar, o inimigo chama nossa atenção, envernizando e colorindo o pecado. Consideração. Foi nesse estágio que Jesus venceu o diabo, no Monte da Tentação. Ao analisar suas propostas, Jesus o expulsou. Decisão. É a hora em que o desejo nos leva a decidir a favor do pecado. E mesmo que não cometamos o ato errado, o pecado acontece se decidimos praticá-lo. Então é preciso lançar mão da justiça de Cristo para ser perdoado. Planejamento. Com a decisão tomada, planejamos o ato. Ação. É a consumação do ato do pecado. Há pecados que, de tanto serem praticados, passam da atenção para o ato quase impensadamente. Por outro lado, a prática do pecado sempre exige um certo planejamento. Não é uma coisa automática. É por isso que precisamos manter sintonia com Jesus. Com Ele, quando vem a tentação, você pode fazer como uma menina que disse: “Hoje eu estou vencendo, pois quando o inimigo bate à porta da minha mente para me tentar, eu peço a Jesus que o atenda. Jesus o dispensa, e ele vai embora.”


VÍRUS E BACTÉRIAS – 28 DE JANEIRO 2019

Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram. Romanos 5:12

[NO] século XIV, entre 1348 e 1351, 25 milhões de pessoas morreram vítimas da peste bubônica na Europa. A praga ficou conhecida como Peste Negra, uma doença causada por uma bactéria que vive em pulgas de ratos. Devido à falta de higiene, e à quantidade de ratos e lixo espalhados pelas cidades, o mal se alastrou rapidamente, matando 25% da população europeia. Dos que foram contaminados, poucos escaparam. Essa foi a pior praga de que se tem registro. Depois, entre 1665 e 1666, outra epidemia de peste bubônica atacou novamente a Grã-Bretanha (Europa) e matou cerca de 70 mil pessoas. A doença só foi contida por causa do incêndio de 1666 que destruiu quase toda a cidade de Londres. A bactéria responsável pela peste chama-se Yersinia pestis. Ela entra no corpo da pulga, formando um caroço na garganta do inseto. Devido ao caroço, ao invés de engolir, a pulga expele o sangue contaminado de suas vítimas de volta à corrente sanguínea delas. Atualmente, milhares de pessoas vivem com um vírus, o HIV, instalado em seu organismo. Esse vírus é perigosíssimo. Mata jovens, crianças e adultos; ele não faz distinção e ataca sem piedade. Anos atrás, esse vírus já se alastrava com facilidade, devido à falta de controle do sangue contaminado, ao uso de drogas e por motivos sexuais. A desobediência às orientações de Deus quanto à vida sexual é um dos motivos principais da proliferação da Aids. Deus fez o sexo, que é bom, mas toda vez que desobedecemos às Suas leis naturais, sofremos com isso. Como a peste bubônica e o HIV, o pecado é também uma doença que atingiu a todos os homens e se alastra com facilidade. Nesse caso, não há como evitar. Uma criança ao nascer já traz consigo a “bactéria” do pecado. Ela não cometeu nenhum ato de pecado, não mentiu nem furtou, mas sua natureza é pecaminosa. Felizmente, resta uma saída: assim como o fogo destruiu a praga de Londres, o sangue de Cristo pode purificar nossa natureza: “Cristo amou a igreja e entregou-Se por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra” (Efésios 5:25, 26). Pense nisso!


MENSAGEM DE DEUS – 29 DE JANEIRO 2019

Então vi outro anjo, que voava pelo céu e tinha na mão o evangelho eterno para proclamar aos que habitam na Terra, a toda nação, tribo, língua e povo. Apocalipse 14:6

[COMO] regra geral, os insetos têm três pares de patas. Alguns simplesmente não têm asas (pulgas) e outros têm apenas um par (abelhas). Já as borboletas têm dois pares de asas e três pares de pernas ligados por músculos bem fortes. As asas das borboletas são recobertas por minúsculas escamas coloridas. Aparentemente secas, elas são percorridas por uma circulação sanguínea ativa. Além disso, são providas de órgãos sensoriais e até de órgãos glandulares. Durante o voo, as asas as ajudam a respirar. As escamas coloridas têm papel importante na coleta de oxigênio. Cada família de borboletas apresenta um tipo diferente de voo. Buscar comida, procurar um lugar onde depositar os ovos ou procurar um parceiro sexual pode determinar a maneira de voar. As borboletas do gênero satirídea geralmente voam em linha reta, fazendo ondas para cima e para baixo, como se estivessem em uma montanha-russa. Já a ninfalídea dá mergulhos baixos, longos, em linha reta. As pierídeas voam em zigue-zague, à direita e à esquerda. João, o profeta do Apocalipse, viu três anjos voando pelo meio do céu. Não sabemos se faziam zigue-zague ou voavam em linha reta. Cada um deles, porém, trazia uma mensagem de Deus. O primeiro dizia: “Temei a Deus e daiLhe glória.” O segundo dizia: “Caiu, caiu a grande Babilônia.” E o terceiro anjo disse que aqueles que adoram a besta e a sua imagem não têm descanso. O Evangelho Eterno são as boas-novas da salvação que precisam ser ditas a todas as pessoas. Ele mostra que só o Deus criador do céu e da Terra deve ser adorado. Jesus disse aos Seus discípulos que anunciassem esse evangelho, mesmo em lugares distantes, falando de Seu amor a pessoas desconhecidas. Mas você também pode mostrar o amor do Evangelho Eterno em sua casa: a seus pais, seus irmãos, seus amigos. Você acha que não tem as palavras certas para dizer? Assim como o voo das borboletas não é igual, também existem várias maneiras de pregar o Evangelho Eterno. A mais eficaz, porém, é deixar que seus pais, irmãos e amigos vejam e sintam, por eles mesmos, o que Jesus fez na sua vida. É só isso! “Um grama de ação vale mais do que uma tonelada de teoria” (Friederich Engels).


A BORBOLETA DE FLAMBÔ – 30 DE JANEIRO 2019

Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus. Apocalipse 2:7

[A] borboleta flambô vive nas florestas, mas costuma delimitar seu território e não aceita que outros insetos invadam sua área. Quando isso acontece, o macho se defende lançando-se contra o invasor, forçando-o contra o solo. A flambô põe seus ovos no maracujazeiro, folha que aprecia muito. Para evitar que as larvas se matem por falta de comida, ela espalha os ovos sobre a planta. Esse inseto vive mais tempo do que a maioria das borboletas. Estudos para descobrir o motivo de sua longevidade levaram à análise de sua alimentação. Descobriu-se que a flambô ingere certos nutrientes que não existem na dieta de outras borboletas. Além da folha do maracujá, a flambô come proteínas e sais minerais. A proteína vem do pólen das flores e os sais minerais são tirados de uma fonte especial. Você já ouviu falar na expressão “lágrimas de crocodilo”? Pois bem, crocodilo não chora, mas seus olhos lacrimejam muito. Isso acontece porque o bicho precisa limpar os olhos e se livrar do excesso de sais minerais. O crocodilo permite que várias borboletas suguem suas lágrimas ao mesmo tempo. A boa alimentação pode aumentar o tempo de vida das borboletas e a nossa também. Mas o fruto da árvore da vida é o superalimento. É claro que a vida eterna é um dom de Deus. Nós a recebemos quando aceitamos a Jesus como salvador. Comer do fruto da árvore da vida é uma consequência disso. As fêmeas da flambô podem chegar a seis meses de vida. Pensando-se em borboletas, isso é muito, pois é preciso levar em conta a escassez de alimento e os perigos que esses insetos enfrentam: desmatamento, agrotóxicos e predadores naturais (como aves e morcegos). Deus nos promete vida eterna. Nós a teremos, pois além de adicionar o fruto da árvore da vida à nossa dieta, Ele também destruirá o grande predador, Satanás. Tudo isso será dado ao vencedor, àquele que tomar posse da salvação por meio do sangue de Jesus. Como a borboleta, precisamos ir à fonte, a Jesus. Depois, é com Ele. Jesus perdoa nossos pecados e nos liberta, dando-nos já aqui uma amostra da felicidade que será viver eternamente com Ele.


VIDA NO CAMPO – 31 DE JANEIRO 2019

Caim e a sua mulher tiveram um filho e lhe deram o nome de Enoque. Mais tarde Caim construiu uma cidade e a chamou de Enoque, o nome do seu filho. Gênesis 4:17 (NTLH)

[O] campo é a morada natural de milhares de espécies de pequenos animais. Algumas vivem bem junto ao solo. Além de ser mais fácil encontrar alimento, dificulta o ataque de predadores, aves e pássaros. É o caso dos grilos e das aranhas que tecem suas teias e ninhos junto às moitas de capim. Mas há também abelhas, besouros, vespas e borboletas que voam de um lado para o outro, cheirando flores, comendo néctar e se lambuzando no pólen. Se estivéssemos mais perto, nossos olhos veriam pequenas aranhas cuidando de seus filhotes, à procura de áreas secas e com mato. A fêmea de uma aranha carrega a bolsa de ovos, escolhe uma folha e, apoiada sobre as duas pernas traseiras, segura-a com as patas dianteiras e a expõe ao calor do sol. Ela faz isso para secar a bolsa de ovos que fica úmida devido ao sereno da noite e à chuva. Isso é bom também para o desenvolvimento de seus bebês. A transformação das terras em pastos para o gado e áreas de cultivo destruiu a maior parte dos campos. As rodovias e as cidades invadiram muitas delas, fazendo uma grande diferença na vida dos pequenos bichos. Caim, que foi irmão de Abel e por cujo nome ninguém gostaria de ser chamado, é o primeiro construtor de cidades da Bíblia. A cidade de Caim se chamava Enoque. Desde então, muitas cidades foram construídas. No entanto, elas sempre foram um problema para os bichos e para nós. Foi prevendo isso que Deus ordenou ao homem que se espalhasse sobre a Terra. O ajuntamento de muitas pessoas em um espaço restrito nunca foi saudável. A violência é maior nas grandes cidades. A mídia mostra isso. A poluição do ar, o barulho ensurdecedor, a falta de moradia e a multiplicação das doenças são problemas comuns. Muitas vezes se põe a culpa de tudo nos maus políticos ou em seus eleitores, mas que tal pensar no plano original de Deus? “Deus fez o primeiro jardim, e Caim, a primeira cidade” (Abrajhan Cowley). Falar em viver no campo ou até mesmo em pequenas cidades é um sonho. Precisamos trabalhar, estudar… Para fazer isso, é preciso pensar em todas as possibilidades e entregar o assunto nas mãos de Deus, mas todo cristão deve ter essa consciência.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Fale Conosco!